Sindicato dos Médicos do Ceará alerta para repouso médico precário nas unidades de saúde do Estado

Início » Sindicato dos Médicos do Ceará alerta para repouso médico precário nas unidades de saúde do Estado

Sindicato dos Médicos do Ceará alerta para repouso médico precário nas unidades de saúde do Estado

 In capuchino-news

Com 80 anos de atuação e referência em prol da valorização da categoria médica e da Medicina de qualidade, o Sindicato dos Médicos realiza, constantemente, fiscalização sobre para identificar precariedades no repouso médico dos profissionais do Estado. Entretanto, no Ceará, esse cenário deixou de ser novidade e tornou-se realidade. “Banheiros sem pia e teto desabando sob os colchões. Tais realidades estão atreladas ao local de descanso dos médicos no Instituto Dr. José Frota (IJF), em março de 2021, e no Hospital de Maracanaú, em abril de 2020”, aponta o presidente do Sindicato dos Médicos, Leonardo Alcântara.

Importante na rotina de atividades dos profissionais da saúde, o repouso médico tem o objetivo de fortalecer o sistema para se preparar para uma nova jornada de trabalho. Entretanto, é necessário que o local destinado seja adequado, em condições dignas para oferecer o mínimo de descanso, uma vez que esse é um direito que precisa ser garantido, principalmente neste momento de pandemia da Covid-19 em que os médicos estão com uma carga horária exaustiva.

“Diante diversas denúncias de médicos, o Sindicato chama a atenção da sociedade e autoridades para mostrar o quão precário são os locais destinados ao repouso médicos nas unidades de saúde do Ceará”, esclarece o Dr. Leonardo.

Sobre o Sindicato dos Médicos do Ceará

Fundado em 1941, o Sindicato dos Médicos do Ceará é uma associação de profissionais que trabalha pela valorização da atividade médica e, consequentemente, pela melhoria contínua da saúde no Estado. Em parceria com as demais entidades representativas da categoria, o Sindicato está pautado por atribuições, são elas: reivindicar melhorias nas condições de saúde da população e buscar o fortalecimento do sistema público de saúde; representar os interesses gerais da categoria ou interesses individuais de filiados; celebrar acordos e convenções coletivas de trabalho e suscitar dissídios coletivos; colaborar como órgão técnico consultivo no estudo e solução de problemas relacionados com a categoria; e zelar pelo cumprimento da legislação, acordos e convenções coletivas de trabalho, sentenças normativas e demais institutos que assegurem direitos à categoria.

Recommended Posts