Com presença de Sônia Hess e Annette Reeves, Grupo Mulheres do Brasil lança projeto financeiro voltado para egressas em processo de liberação e reinserção social

Início » Com presença de Sônia Hess e Annette Reeves, Grupo Mulheres do Brasil lança projeto financeiro voltado para egressas em processo de liberação e reinserção social

Com presença de Sônia Hess e Annette Reeves, Grupo Mulheres do Brasil lança projeto financeiro voltado para egressas em processo de liberação e reinserção social

 In capuchino-news

O Grupo Mulheres do Brasil Fortaleza lançou, na manhã desta terça-feira, 14, no hotel Blue Tree Towers, o projeto “Vozes da Liberdade”. Com o objetivo de apoiar egressas em processo de liberação e reinserção social, a iniciativa é financiada pelo Fundo Dona de Mim, ação que tem como objetivo impulsionar microempreendedoras individuais (MEI) impactadas pela crise econômica e social provocada pela pandemia de COVID-19. As nossas expectativas são grandes e as egressas têm condição de realizar grandes feitos e é por isso que vamos estar junto delas”, pontuou Annette Reeves, líder do Grupo em Fortaleza.  

O lançamento contou com a presença da presidente do Fundo Dona de Mim e vice-presidente do Grupo Mulheres do Brasil, Sônia Hess, que está muito feliz com a iniciativa. “Esse é um projeto de inclusão, que realmente tem a possibilidade de dar uma nova oportunidade para cada uma das egressas”, ressaltou.

Na ocasião, também estiveram presentes as líderes locais Annette de Castro, Vera Lima, Ethel Whitehurst e Aline Miranda, líder do Comitê Cultura de Paz e Defensora Pública do Ceará; Gisele Mont´alverne, coordenadora do projeto Vozes da Liberdade; os juristas Luciana Teixeira, César Belmino e Raynes de Vasconcelos, além das participantes do projeto. 

Percebemos que não podíamos ser apenas meros aplicadores de leis, mas aproveitar a que tínhamos que aproveitar nossa posição para ajudar na transformação social. Por isso, temos que ir além. Hoje estamos firmando essa parceria com imensa felicidade, pois esse projeto trará mais autonomia e independência para as mulheres”, celebrou a juíza Luciana Teixeira.

De acordo com A.F*, uma das contempladas pelo Fundo Dona de Mim, o Vozes da Liberdade é uma grande oportunidade de crescimento. “Muitas vezes, pensei em desistir, dizia que não iria conseguir. Mas com orientação, ergui a cabeça e fui em frente. E, hoje, consigo realizar tudo que é proposto pelo designer Erico Gondim e o Grupo Mulheres do Brasil”, exemplificou. Para A.G*, ex-egressa e ex-professora de crochê do Grupo Mulheres do Brasil, a oportunidade de integrar as atividades da organização foi uma virada positiva em sua vida. “Hoje, retorno ao Grupo para liderar uma equipe, onde darei orientações de como trabalhar da melhor maneira com as peças que chegam até nós”, destacou.

Sobre o Projeto Vozes da Liberdade

Inicialmente, o projeto se destina à 11 egressas do presídio feminino por meio do acesso ao microcrédito. As ações desenvolvidas pelo projeto Vozes da Liberdade prevê a formação de grupos de cinco mulheres que fazem parte do Programa Um Novo Tempo do Poder Judiciário, que receberá R$ 2.000 mil reais de empréstimo, além de orientação sobre Gestão Financeira, práticas socioemocionais e aprimoramento técnico. Esses elementos deverão servir de incentivo inicial para produzir peças exclusivas criadas pelo designer Erico Gondim. Com o trabalho de curadoria de Ethel Whitehurst, as peças produzidas serão disponibilizadas pelo E-Commerce – Terrartesã. 

****Por motivos de segurança, os nomes das ex-egressas estão sendo citados por meio de abreviação.

Recommended Posts