Skyler investe na produção sustentável com algodão 100% orgânico e transforma resíduos de malha em moda

 In capuchino-news

A marca cearense de moda masculina, Skyler busca cada vez mais se alinhar ao desenvolvimento sustentável buscando reduzir os impactos ambientais ao longo do seu ciclo de produção evitando o desperdício e a poluição.

Buscando sempre o menor impacto ambiental em seus processos, a Skyler começa a trabalhar em sua linha de produção com o algodão 100% orgânico. Essa é a primeira vez que a marca investe nesse tipo de produto na fabricação de algumas peças. O consumo do algodão 100% orgânico de acordo com o estudo encomendado pela Textile Exchange, organização internacional sem fins lucrativos, possui diversas vantagens. Entre elas, a redução de 91% no consumo de água destinada principalmente para a irrigação e diminuição de 46% nas emissões de gases de efeito estufa.

Além disso, outra vantagem do algodão orgânico é o fato de não existir o uso de pesticidas, pois as pragas são combatidas com a introdução de espécies predatórias benéficas e, em alguns casos, retiradas de forma manual tornando os agrotóxicos dispensáveis. O cultivo do algodão orgânico ainda contribui para preservação da saúde do solo, que se deve à utilização do sistema de rotação de culturas, uma prática que se baseia na alternação de espécies plantadas, para que não sejam esgotados todos os nutrientes do solo.

A Skyler também trabalha com peças de algodão desfibrado e produzido em um processo de reciclagem de resíduos de malha. Esse tipo de algodão é feito a partir de sobras e retalhos e também aproveitado na produção de novos fios que, para ganhar resistência, são fiados novamente. “Temos a preocupação de cuidar do meio ambiente. Por isso, estamos sempre na busca de alinhar a nossa produção ao desenvolvimento sustentável. Apresentando uma moda de qualidade para os nossos clientes, mas, também, com uma produção consciente”, explica o diretor da marca, Emilio Guerra.

Recommended Posts