Cerbras assina mais de 15 ambientes na Casa Cor 2019; conheça os espaços

 In capuchino-news

Com quase 30 anos de excelência e certificação de qualidade, a Cerbras – referência nacional e internacional em pisos, revestimentos cerâmicos e porcelanatos – tem como uma das suas grandes marcas a personalização de produtos. Na CasaCor Ceará 2019, que este ano leva o tema Planeta Casa, a empresa assina revestimentos para 19 espaços, dentre eles a Sala de Jantar, a Sala de Cinema, a Cozinha, o Hall do Colecionador, a Suíte da Filha, Suíte dos Filhos Gêmeos e mais.

Alguns espaços recebem produtos exclusivos como o “J. Macêdo 80 anos”, que conta a história da empresa cearense, o “Painel Sérvulo” – localizado no “Cidade da Gente” – que faz homenagem ao artista Sérvulo Esmeraldo, o espaço “Estar Bem-estar”, ambiente projetado pela arquiteta Joana Figueirêdo, e o Zoi Restaurante, ambiente assinado por Ney Filho.

“Sempre procuramos oferecer o melhor produto para que os arquitetos especifiquem isso aos seus clientes. Todos os nossos produtos são desenvolvidos com alta tecnologia, equipamentos italianos e utilizando materiais de última geração”, destaca Mariana Mota, diretora industrial e marketing da Cerbras.

Conheça os espaços assinados pela Cerbras na Casa Cor Ceará 2019

J. Macêdo 80 anos – Comemorando os 80 anos do grupo J.Macêdo, o espaço desenvolvido pelo escritório Bravo Arquitetura conta a história por trás do sucesso e tradição da empresa. “É um ambiente de estilo industrial e a textura de concreto do revestimento Quebec é quase que essencial na composição dele”, destaca a arquiteta Lia Feitosa.

Estar de Entrada – O ambiente inovador, conduzido por uma pegada conceitual, destaca-se pela sua originalidade marcante e pela sua simplicidade. “A escolha do piso, sua estampa, design e cores, foi para dar um destaque retrô e ao mesmo tempo moderno ao ambiente”, diz a arquiteta Joana Figueirêdo.

Suíte dos Filhos Gêmeos – Projetado para atender às necessidades não só dos bebês, mas também da mãe e do pai, foram usados no quarto conceitos como o Montessori e Pikler. “Escolhemos um revestimento similar à madeira, o que torna o ambiente mais aconchegante. Trouxemos ainda um porcelanato cinza retangular e não polido, que ajudou na criação de um espaço voltado para a criança”, explica a arquiteta Anellise Bluhm.

Cozinha – O ambiente faz releitura de cômodos antigos, com bancadas grandes para fazer manipulação de massas e bolos, sem deixar de lado o moderno e a tecnologia. “Como a cozinha leva uma pegada mais masculina, trouxemos um piso com tons puxados para o industrial, cinza escuro e natural”, diz Vinicius Ferreira.

Escritório – A “Voz do Verso” revela-se um ambiente fluido, com escolhas de projeto baseadas em sentimentos simultâneos de força, leveza e dinamicidade. “O piso escolhido é neutro, mas com muita personalidade. Como o ambiente é comercial, procuramos um piso fácil de limpar e com movimento, para que, se houver, a sujeira não apareça”, explica a arquiteta Manoella Linhares

Quarto da Senhora – Chamado “Mature”, o loft mostra que pessoas com mais idade também são ativas, gostam de tecnologia, não ficam em casa, são modernas. “Escolhemos um material retangular para trazer uma paginação diferente. Como é o quarto para uma senhora, preferimos uma cor sem brilho e mais matte”, afirma o arquiteto Tildchen Von Paumgartten.

Sala de Cinema – O ambiente une tecnologia, sofisticação e conforto para diferentes propostas de uso. “O revestimento tem tom escuro, mas elegante. Como o tema da Casa Cor envolve sustentabilidade, trouxemos algo que remete a pedra natural, sem ter a extração da pedra. Isso foi possível por meio da impressão no porcelanato, que trouxe um charme ao ambiente”, explica o arquiteto Pedro Paulo.

Lavabos Públicos – O “Life On Mars?” faz uma brincadeira entre a aridez de Marte e a do nosso Nordeste. O prédio foi inspirado no estilo brutalista e tem estética crua e minimalista. “Foram escolhidos revestimentos em tons de terra, por tentar simular a aridez de oásis”, diz o arquiteto João Dias.

Praça – “Canteiros” é um espaço com inspiração nas obras do artista Piet Mondrian, cheio de formatos, como as jardineiras retangulares. “Revestimos nosso ambiente de aço corten para dar o tom industrial, além de um piso que remete ao concreto”, destaca o arquiteto Felipe.

Suíte da Filha – A suíte é dedicada a uma jovem com muita personalidade, que ama moda, sem padrões, prefere leitura e adora encontrar as amigas no seu espaço particular. “Usei o cimentício, trabalhei com réguas diferenciadas no closet e banheiro, e fiz uma quebrada na parede do lavabo”, explica o arquiteto Amaury Junior.

Externo – O ambiente do Jardim faz homenagem ao paisagista Burle Marx. “Todo o passeio pelo piso já ajuda a sentir o clima de tributo a ele. Para isso, utilizamos o porcelanato Copacabana. A área externa, como tem grande fluxo, recebeu o Cairo na rampa pela cor e durabilidade, sendo um piso antiderrapante”, explica Neuma Figueirêdo, diretora da Casa Cor Ceará.

Sala de Jantar – O espaço conta com uma decoração clean e elegante, projeto minimalista, cores sóbrias e discretas. “É um ambiente que precisava de um piso de formato grande e todo branco, visto que há uma grande pedra na parede e muitas obras de arte, então escolhi um material mais discreto, que tornasse o ambiente fluido e agregasse valor”, diz a arquiteta Cláudia Castelo

Cidade da Gente  – O Painel Sérvulo está localizado no espaço “Cidade da Gente”, assinado pelas arquitetas Liana Feigold e Laura Rios, e faz homenagem ao artista cearense Sérvulo Esmeraldo. “A imagem foi impressa em porcelanato, escolha influenciada pela capacidade que o material tem de receber a impressão de forma segura e duradoura”, destaca a arquiteta Laura Rios.

Hall do Colecionador – Ambiente dedicado a alguém que coleciona artes, memórias, viagens e momentos. O conceito do ambiente é fazer com que um simples hall de passagem se transforme em um hall de permanência. ”O ambiente é um local sóbrio e chique, portanto escolhemos um piso mais clássico”, diz a arquiteta Tatiana Mendes.

Brasil Original – No espaço, foram utilizados muito elementos sustentáveis, além de detalhes que já tinham na casa, como os tijolinhos, o piso de mármore e os vidros. “A intenção foi harmonizar com o que já existia. Enquanto o porcelanato Olimpo é mais semelhante ao piso original, o tipo Zeus quebra isso”, explica a arquiteta Karine Maia.

Varanda – Denominada “Alpendre/Memória Interior”, o ambiente tem como proposta a união da beleza contemporânea com a simplicidade do interior. “É uma área para receber e servir seus convidados, feita para que todos usufruam dela. Não esquecendo de agregar elementos contemporâneos e tecnologia”, ressalta o arquiteto Elias Petruço.

Zoi Restaurante – O Zoi Restaurante na Casa Cor faz uma mescla do Ceará com a Grécia, utilizando elementos que remetem ao sertão cearense e a realidade grega. “O porcelanato faz todo o revestimento do piso e cria os painéis do espaço. Além da qualidade do material, optei pela Cerbras por ser uma empresa cearense e sustentável”, afirma o arquiteto Ney Filho.

Bilheteria e Sala de Segurança – A ideia do espaço é trazer uma arquitetura brutalista, com cores escuras e elementos de cimento, tanto que a textura do piso é de pedra. “Isso ajuda na ideia de segurança que pede o ambiente. Temos duas árvores dentro do espaço e deixamos que elas dessem a cor do local”, diz o arquiteto Leonardo Freire.

Meu Lugar No Mundo 
– O espaço é dedicado a um casal que trabalha no mundo, mas tem as raízes no Ceará. “Tem um foco intenso na natureza, então os porcelanatos escolhidos têm aspecto, tanto na textura, quanto na cor, que remetem à conexão com o verde”, destaca o arquiteto Carlos Otávio.  

Recommended Posts